20 respostas em “Salmito de Almeida Neto.”

Tive a honra de cuidar do seu Salmito nessa dura batalha contra esse inimigo tão cruel. Fui médica, amiga, um pouco de filha, um pouco de mãe… conversamos, ouvíamos luiz Gonzaga, nos alimentávamos de esperança a cada dia!! Infelizmente não podemos ouvir mais suas histórias, mas posso saber um pouco da sua vida através das suas filhas e da sua esposa, que agora são minha família também!!!

Sr Salmito, pessoa que tive a honra de conhecer e , ainda mais, me fazer presente em sua vida. Um grande homem, pai, avô, amigo e sogro. Aprendi muito e ainda aprendo com seu legado de homen honesto, trabalhador, fiel a família e aos amigos. Ele deixou aqui um vazio muito grande, mas um legado capaz de nos fazer homenagea-lo sempre que podemos. Será sempre presente em nossos corações. Com a mais absoluta certeza, ele está em um bom lugar amparando àqueles que o amam. E esses nao sao poucos.
Sou grato a Deus por ter tido a honra de conviver com Sr Salmito. Ele tem aqui um admirador. Ele sabe disso.

Há alguns dias tive que lutar pela minha vida com todas as forças que nem imaginava ter.
Foram dias longos, difíceis.
Mas encontrei em orações e em pessoas uma ajuda imprescindível para não me sentir sozinho ou triste, para não ter medo.
Aliás, vocês precisam saber o quanto sou alegre. Desde muito cedo o trabalho é meu combustível. Nele sempre fui muito competente e organizado. Planejei tudo diariamente, até quando estava no hospital.
A família sempre foi um alicerce. A razão de tudo. Convivi 45 anos com minha Madá(esposa) e tive filhos que deixei um exemplo de honestidade e de cuidados. Eles herdaram de mim a vontade de vencer, de realizar sonhos e, principalmente, a de ajudar o próximo e ser gentil.
Falam que meu melhor papel é ser avô. O vovozinho que meus netinhos adoravam brincar. Proporcionei a eles memórias inesquecíveis e muito carinhosas, que nem o tempo irá apagar.
Fui um grande amigo. Muitos choraram minha partida.
Na fé fui amparado durante esse período. Quem teve algum momento de conversa comigo sabe que sempre encarei a morte de uma maneira divertida. Falava que devia ser muito bom, que onde estou tem muitas pessoas que há anos guardo saudade e que tem muita música também.
Ah e a música….é outro amor que carrego e que sempre me acompanhou. Para todas as ocasiões da vida, a música é bem vinda. Uma canção tem o poder de curar, de alegrar, de lembrar, de transformar a dor….Foi escutando minhas músicas preferidas e as vozes dos meus familiares que me despedi da vida. Foi rodeado de pessoas que em algum momento cativei, que tive meus últimos momentos. Sempre tive o dom de cativar. Em todos os lugares que eu chegava, gostava de assar carne e tomar uma boa cerveja gelada e conversar muito. Conversava sobre coisas que vivi. Minhas histórias eram sempre ouvidas por todos, seguidas de risadas.
Cativei amigos de todas as idades.
E assim, gostaria de ser lembrado. Gostaria que vocês me conhecessem um pouco. E não pensassem que fui só mais um número nessa estatística tão cruel. Não queria também ser lembrado como mais um paciente. Porque levei comigo o essencial de cada um, pode acreditar.
E foi muito especial.
Meu agradecimento a todos. Minha família também é muito grata aos cuidados que em mim foram depositados.
Fica a lembrança do dia em que encontrei o Luiz Gonzaga, que coloquei meu melhor sorriso e ele me entregou seu chapéu e sua sanfona e me permitiu, no mês junino, puxar uma música com ele, no dia de São Pedro. Foi uma grande festa.
Salmito.

Saudade desta pessoa alegre, forte, trabalhadora, que sempre estava disposto a nos encontrar para sempre e sempre comemorar a vida. Siga na luz, Salmito.

Mesmo passando por momentos tão difíceis ainda agradeço a Deus por ter tido o privilégio de conviver com o Sal ( Salmito), durante 45 anos; sendo 42 anos e 6 meses de vida matrimonial. Dessa união temos 4 filhas e 1 filho sendo duas do coração. Temos 5 netos por quem ele era completamente apaixonado é um genro que tinha como filho! Falar do Sal é fácil; difícil é falar dessa perda pela Covid-19. Dessa saudade que dói, da falta que nos faz, como esposo, um exemplo de pai, um super avô, um ser humano doado, um grande amigo e temente a Deus. Fazíamos parte da comunidade da Reitoria São Judas Tadeu. Fazia até o impossível pela felicidade da família! Nós e sua médica Dra Rita de Cássia Fausto, fizemos o possível e o impossível para tê-lo de volta em nosso convívio. Rezamos tanto! Mas infelizmente essa não foi a vontade de Deus! E aqui estou com o ❤️ apertado. Madalena.

Meu padrinho de batismo, crisma e casamento. “O amigo mais certo das horas incertas”. Viverá eternamente em meus pensamentos e no meu coração. Cada sorriso, palavra amiga e conselho que Sr me deu são valores que transcendem os limites da nossa existência terrena. Devoto-lhe minha eterna gratidão ! Que Deus o acolha no Santo lugar que fez por merecer !

Como o Sal gostava desse afilhado ! Ainda mais quando era convidado para saborear um bom churrasco com sua cervejinha gelada!

Sr. Salmito, saiba o quanto somos grata pelo amor, carinho e dedicação a nossa família e em especial à nossa Cecília.

Cada um encontra uma forma de lidar com a dor da perda, da ausência. Eu, particularmente, ressignifiquei sua ausência pensando nos momentos em que ele se fez presente. E foram vários momentos que faltaria espaço para relacionar neste post, como por exemplo, nossa infância se revezando entre Paracuru, Icarai, sertão da nossa vó e Pacatuba. Outra lembrança que tenho viva é de uma viagem que ele fez a trabalho e me levou, guardo detalhes dessa viagem. Das lembranças na fase adulta lembro da sua visita na minha casa em Rondônia e depois no Maranhão. Lembro da surpresa que fiz numa visita para o Ceará após sair de casa, ele ficou tão contente que precisou se sentar na escada para se recompor. Quanto à rotina, tínhamos nosso momento na grande mesa para almoçar onde todos esperávamos por ele para podermos dividir esse momento em família. E assim vou seguindo com suas lembranças bem vivas e tendo como exemplo de ser humano o pai que tive.

Ao senhor, tio Salmito, minha eterna gratidão.
De forma brusca e dolorosa, a COVID – 19 nos privou da sua presença física, mas toda a sua bondade permanecerá sempre conosco. Ainda não nos acostumamos com a sua ausência, pelo contrário, tudo aqui lembra o senhor, mas seguiremos com as lembranças, elas hão de nos fortalecer. Lamento muito por todos os bons momentos que o senhor ainda poderia presenciar, mas tenho a certeza de que sua missão aqui foi cumprida honrosamente, seus bons exemplos continuarão sendo semeados. Descanse em paz 💔💔

Tive a satisfação de conhecer o Salmito e sua amada Madá em 1974.Trabalhamos na empresa MECESA, onde fui a cupida dessa linda união matrimonial Salmito um ser humano de um coração gigante e uma alegria contagiante.Um exemplo de marido, pai, avô e amigo. Uma pessoa muito doada à igreja.
A sua partida foi uma surpresa imprevisível do destino que nos tirou o chão.
Descanse em paz amigo.Que Deus esteja sempre do seu lado.

Pouco tempo de convivência, porém com seu jeito conquistou nossa amizade, amizade que a cada dia se fortalecia, onde você estiver, nossa amizade cresce com a família, saiba que mesmo com sua ausência estaremos unidos e fortalecendo essa amizade que teve início dentro da casa do Pai.

Meu Sal conquistou muitos amigos por onde passou. Na Reitoria São Judas Tadeu foram muitos Até adotou alguém!

Sal, dizem amigos não se escolhe, você foi escolhido por Deus, apesar pouco tempo tivemos o privilégio de conhecer sua dignidade, exemplo de esposo, pai, avô e amigo, aquele que pódiamos confiar, só nos resta agradecer a Deus sua amizade. fica aqui a certeza da alegria que você levou a casa do Pai. Descanse em paz.

Meu tio e padrinho duas vezes, querido sua partida nos deixou profundamente tristes, você lutou como um guerreiro, viveu com dignidade, fé, amor e alegria, as missas de domingo jamais serão as mesmas, ficam as boas lembranças das nossas conversas ao final das celebrações, fica a admiração, o respeito, a gratidão por seu convívio na minha vida, meus filhos Vinycius e Maria Eduarda guardam com muito carinho boas recordações desses encontros, fica a saudade e a certeza do reencontro. Esteja em paz ❤️🙏🏼

Meu amigo SALMITO eu sei muito bem que tu estais neste momento em plena felicidades na casa do PAI.
As vezes nós achamos que vamos nos encontrar sábado próximo lá no SÃO JUDAS TADEU, tomando aquele cafezinho com bolo fofo oferecido pala DONA MARIA do MONSENHOR e tu dizendo: tio Alves.
Você continua na nossa memória.
De: Maria e Alves

Amigo SALMITO eu sei que tu estais neste instante gozando uma felicidade imensa na presença de nosso PAI, nosso DEUS.
Você foi aqui uma pessoa verdadeiramente cristão, sem vaidade e com grandes virtudes.
As vezes eu imagino lá no São Judas Tadeu, naquele cafezinho com bolo fofo oferecido pela Dona Maria do Monsenhor, tu e toda aquela turma boa que sempre dão suporte a capela,onde as vezes tu dizia: tio Alves.
Goze da felicidade do Paraíso.
De: Maria e Alves

O Sal era assim! Fazia aquela festa quando encontrava os amigos! Agora só as boas lembranças e a saudade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.